Orquestra de Câmara de Curitiba apresenta compositores italianos

A Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba preparou um repertório exclusivo de compositores italianos do período barroco para apresentações na Capela Santa Maria, em Curitiba, e no Teatro Sociedade de Cultura Artística da cidade catarinense de Jaraguá do Sul, neste fim de semana.

Em Curitiba, as apresentações serão na sexta-feira (27), às 20h, e no sábado (28), às 18h30, com entrada gratuita. O concerto tem a direção artística do regente e cravista Fernando Cordella, do Rio Grande do Sul, e como solista convidado o violinista italiano Alessandro Borgomanero.

A apresentação em Jaraguá do Sul, no domingo (29), às 18h30, faz parte do festival de cultura italiana Mia Cara, que acontece em várias cidades e em Curitiba será realizado no mês de setembro. Daí a seleção de compositores representativos da música clássica italiana: Andrea Falconieri (1585-1656), Arcanjo Corelli (1653-1713), Tomaso Vitali (1663-1745), Niccolo Paganini (1782-1840) e Antonio Vivaldi (1678-1741).

Música através dos séculos

O programa reúne composições de diferentes períodos musicais. “O repertório é uma antologia da música italiana para orquestra de cordas, que começa com Andrea Falconieri, compositor de transição entre a renascença e o barroco. A obra faz parte de um repertório pouco executado e está sendo apresentada pela primeira vez pela Orquestra de Câmara”, conta Cordella.

Em seguida vem Corelli, considerado o pai do concerto grosso – forma musical que representa a consolidação da música barroca, e depois Vitali, outro importante compositor do barroco.

O diretor artístico explica que a obra de Tomaso Vitali, Chacona para violino e baixo continuo, será apresentada com um arranjo romântico, do final do século 19. Portanto, não é uma peça original para essa formação.

Avançando no tempo, a orquestra apresenta “La Campanella”, de Paganini, um virtuose do século 19.

“O concerto termina com Antonio Vivaldi, o grande nome da música italiana para cordas, que cristaliza todo o estilo da música dos séculos 17 e 18. Essa obra faz parte de uma coleção de concertos para as mais diversas formações de cordas. São combinações bem exóticas, sempre com solistas e orquestra”, explica Cordella.

Mia Cara

O concerto foi concebido para integrar o programa da 10ª edição do festival Mia Cara 2022, que este ano tem como lema Salute a Tutti (saúde para todos). O festival retorna com eventos presenciais nas capitais Curitiba e Florianópolis e também nas cidades de Criciúma, Jaraguá do Sul (SC) e Colombo (PR).

Mia Cara oferece uma rica programação cultural com festivais de cinema, teatro, danças folclóricas, apresentações musicais, exposições, ações de gastronomia, turismo e esportes.

Orquestra de Câmara da Cidade de Curitiba

  • Festival Mia Cara
  • Direção musical e cravo – Fernando Cordella (RS)
  • Violino solo – Alessandro Borgomanero
  • Capela Santa Maria Espaço Cultural – dias 27 e 28 de maio. (sexta-feira, às 20h, sábado às 18h30)
  • Entrada grátis
  • Teatro Sociedade de Cultura Artística (SCAR) de Jaraguá do Sul – dia 29 de maio (domingo), às 18h30

As informações são da Prefeitura Municipal de Curitiba.