Polícia Federal desativa dois laboratórios de drogas sintéticas em Curitiba

A Polícia Federal de Curitiba fechou dois laboratórios que produziam drogas sintéticas na capital paranaense. A operação Crazy Handful foi deflagrada nesta terça-feira (26) e foi intitulada como referência à série Breaking Bad.

De acordo com a PF, os estabelecimentos tinham grande capacidade de produção para distribuir as substâncias para a região metropolitana de Curitiba.

A investigação é mais um marco no trabalho de inteligência que vem sendo realizado polícia no controle e repressão aos desvios de produtos químicos para a produção de substâncias entorpecentes.

Na ação foram apreendidos cerca de 14,8 mil comprimidos de ecstasy já prontos para consumo, além da droga conhecida como skunk – versão mais elaborada da maconha – e apetrechos, como prensas e pinos de punção, usados na identificação dos comprimidos vendidos no mercado ilícito.

Foi apreendido também 800g de MDA, princípio ativo do ecstasy, quantidade suficiente para produzir, ainda, ao menos mais 8 mil comprimidos da mesma droga sintética. Além disso, retirou-se de circulação grande quantidade de produtos químicos utilizados na rota sintética do MDA, que resultariam em pelo menos mais 30 mil comprimidos de ecstasy.

Dessa forma, estima-se que, além dos 14.800 comprimidos prontos para consumo, evitou-se que ao menos outras 30 mil unidades da droga fossem produzidas pelos laboratórios ora desarticulados.

O nome da Operação faz referência ao episódio da série de TV Breaking Bad, no qual autoridades descobrem que desvios de insumos químicos estão relacionados à produção de drogas sintéticas.