Prefeitura de Curitiba começa reforma de estações-tubo; veja quais

A Urbanização de Curitiba (Urbs) deu início, quinta-feira (3/11), ao programa de revitalização de 85 estações-tubo na cidade. O projeto, com investimentos de R$ 5,9 milhões, é o maior dos últimos cinco anos.

Na tarde desta quinta-feira, oito estações-tubo entraram em reforma, entre elas Praça Carlos Gomes sentido Terminal Boqueirão e Praça Eufrásio Correia sentido Terminal de Pinhais/Terminal Santa Cândida, que ficarão parcialmente interditadas. 

Estações-tubo em obras

  • Jardim Botânico sentido Círculo Militar/Terminal Centenário – 3 a 7/11
  • Detran sentido Terminal Cabral/Terminal Sta Felicidade – 3 a 8/11
  • Terminal Capão do Imbuia sentido Terminal Campo Comprido – 3 a 5/11
  • Brigadeiro Franco sentido Terminal Campo Comprido – 3 a 4/11
  • Brigadeiro Franco sentido Terminal Centenário – 3 a 4/11
  • Praça Carlos Gomes sentido Terminal Boqueirão – 3 a 26/11 (parcialmente interditada)
  • Praça Eufrásio Correia sentido Terminal Pinhais/Terminal Santa Cândida – 3 a 12/11 (parcialmente interditada)
  • Terminal Capão Raso sentido Terminal Campina do Siqueira – 3 a 5/11

Próximas obras

  • Visconde de Nácar sentido Terminal Campo Comprido – 5 a 6/11
  • Visconde de Nácar sentido Terminal Centenário – 5 a 6/11
  • Praça Tiradentes sentido Terminal CIC – 6 a 11/11
  • Terminal Portão sentido Terminal Campina do Siqueira – 6 a 10/11
  • Presidente Taunay sentido Terminal Campo Comprido – 7 a 8/11
  • Presidente Taunay sentido Terminal Centenário – 7/11 a 8/11
  • Terminal Sítio Cercado sentido Terminal Pinheirinho – 8 a 11/11

O foco é a reforma dos pisos, mas as obras incluem também pinturas, reposicionamento do posto de trabalho e substituição de catracas. Segundo previsão da Urbs, se o tempo ajudar, a reforma das estações-tubo deve ser concluída até 20 de dezembro.

Cada revitalização deve durar entre dois e cinco dias para estações de pequeno porte e até 25 dias para estações de grande porte.

No período de obras, as estações-tubo ficarão desativadas parcialmente ou integralmente. Os usuários serão avisados por meio de cartazes e de Painéis de Mensagens Variáveis (PMV) nas próprias estações-tubo.

As informações são da Prefeitura de Curitiba.