Rosto de mulher fica desfigurado após agressões do marido; corpo da vítima também foi queimado

Sandra, de 37 anos, denunciou o companheiro Robson Glauco por violência doméstica. De acordo com relato da vítima ao Tribuna da Massa, na terça-feira (7) ela foi agredida diversas vezes, chegando a ficar com o rosto desfigurado.

Sandra vive em Curitiba e conta que há dois anos sofre com as agressões. Em dezembro de 2020, ela procurou ajuda da polícia pela primeira vez. Devido aos casos constantes, o Ministério Público denunciou Robson no dia 3 de maio deste ano.

Além de bater, Robson já queimou a vítima em diversas regiões do corpo. Sandra possui marcas permanentes no peito, pescoço, mãos e braços.

Ele também fez ameaças verbais. Sandra conta que ele já ameaçou sua família, diz que ela está apodrecendo e que faz um favor em ficar com ela.

Atualmente, além da denúncia, ela também possui uma medida protetiva. No entanto, isso não impede as perseguições do companheiro.

A vítima relata que já mudou de residência três vezes para tentar fugir dele, mas ele sempre a encontra. Segundo Sandra, Robson trabalha como pintor e possui diversas conexões, o que facilita saber onde ela está.

No local que ela estava nesta terça, havia um amigo dele, que possivelmente informou o endereço da vítima.

Ela relata que tem medo de reagir e que ele pega o celular dela, o que a impede de ligar para a polícia.

Nesta quarta-feira (8), Sandra se mudou pela quarta vez. Apenas a advogada sabe o novo endereço dela.