Guarda Municipal que baleou cliente e dono de bar após discussão com a mulher é preso

A Polícia Civil do Paraná prendeu, nesta terça-feira (21), Ademir Cordeiro de Assis, guarda municipal suspeito de ter baleado duas pessoas após uma confusão em um bar no bairro Pilarzinho, em Curitiba. O crime aconteceu na madrugada do dia 16 de junho.

Um dos atingidos, Adriano Honorato Moraes, de 41 anos, era cliente do bar e morreu na hora. David Dias Coutinho, dono do estabelecimento, foi baleado na barriga. Ele deixou o hospital na manhã de domingo (19).

Crime

David Coutinho, o dono do bar, contou em entrevista ao Tribuna da Massa que Ademir estava no lado de fora do bar junto com a esposa, e se envolveu em uma discussão com ela e uma amiga. Durante a briga, o guarda municipal teria começado a se exaltar e jogar latas de cerveja no rosto das mulheres.

David pediu para eles pararem com a confusão e Ademir sacou a pistola, atirando no comerciante e em Adriano Moraes, que estava do lado de dentro do bar e não estava envolvido na confusão. Ademir e a esposa fugiram.

No sábado (18), o guarda municipal se apresentou na delegacia e entregou a arma usada no crime, uma pistola 9mm. Ele foi preso na manhã desta terça (21), após ser expedido o mandado de prisão.