Número de paranaenses que pede CPF na nota cresce 13,2% em outubro

O registro de CPF nas notas fiscais emitidas em estabelecimentos paranaenses cresceu 13,2% em outubro deste ano em comparação com o mesmo período de 2021. Esse aumento demonstra o exercício da cidadania fiscal e o combate à sonegação por parte dos consumidores, segundo o levantamento do Programa Nota Paraná, vinculado à Secretaria da Fazenda do Paraná.

Em outubro de 2021, 7,14 milhões de pessoas incluíram o CPF em um total de 50 milhões de documentos fiscais emitidos. No mesmo período de 2022, 8,09 milhões de consumidores colocaram o CPF em cerca de 59 milhões de notas fiscais emitidas.

A inclusão da identificação no documento fiscal também garante a devolução de parte do ICMS arrecado nas compras feitas nos comércios varejista e atacadista, além de possibilitar aos consumidores concorrer a prêmios distribuídos em sorteios mensais do Nota Paraná. As duas principais premiações são de R$ 200 mil e R$ 1 milhão.

“O Nota Paraná foi criado para motivar as pessoas a pedirem a nota fiscal e tem sido um sucesso porque as pessoas têm solicitado CPF. Fazem os cadastros, recebem créditos e concorrem aos sorteios mensais”, disse Marta Gambini, coordenadora do programa. 

Saldo disponível

De acordo com dados da Fazenda Estadual, R$ 165,4 milhões em créditos estão disponíveis para transferências aos consumidores cadastrados no programa Nota Paraná.

Um total de 13,3 milhões de consumidores têm até R$ 5 para transferência imediata; 3,46 milhões de pessoas possuem entre R$ 5 e R$ 25; outras 1,2 milhão, entre R$ 25 e R$ 200; 75 mil contribuintes entre R$ 200 e R$ 2 mil; e 1,2 mil cadastrados tem valores de até R$ 20 mil para transferência. 

Para movimentar os valores é só acessar a página do Nota Paraná, fazer o login com CPF e senha, clicar na aba “Minha Conta Corrente” e selecionar “Transferir crédito para Conta Bancária”. 

Para se cadastrar no Nota Paraná basta acessar o site www.notaparana.pr.gov.br, clicar na opção “cadastre-se” e preencher os dados pessoais, como CPF, data de nascimento, nome completo, CEP e endereço para criação da senha pessoal.

Informações da AEN