Operação contra organização criminosa cumpre 43 mandados no Paraná

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, e a Polícia Militar cumprem nesta sexta-feira (1ª), 17 mandados de prisão preventiva e 26 mandados de busca e apreensão na Operação Balestilha.

A ação foi desencadeada a partir de investigações do Gaeco que apuram possíveis crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de drogas e de armas envolvendo ao menos três células de uma organização criminosa.

Conforme apurado, os suspeitos atuariam no transporte de drogas a partir de Toledo e Cascavel, no Oeste do estado, tendo como destino a capital, onde as diferentes células se ocupariam da distribuição e venda das drogas, especialmente no Bairro Alto e na Cidade Industrial de Curitiba.

Entre os 17 alvos dos mandados de prisão, estão cinco mulheres (esposas e familiares de investigados, também envolvidas no empreendimento criminoso). Três dos alvos já cumprem pena (dois em regime semiaberto e um em penitenciária federal).

Os 26 mandados de busca e apreensão são cumpridos em oito cidades: Curitiba (seis mandados), Toledo (cinco), Cascavel (cinco), Campo Largo (cinco), Campo Magro (dois), Ouro Verde do Oeste (um), São José dos Pinhais (um) e Araucária (um).

Todos os mandados foram expedidos pelo Juízo da 3ª Vara Criminal de Curitiba, que determinou ainda a apreensão de 12 veículos e a anotação de restrição de venda sobre outro veículo.