Paraná confirma mais 4.541 casos e sete mortes por covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) do Paraná divulgou, nesta segunda-feira (10), mais 4.541 casos e sete mortes em decorrência da infecção causada pelo coronavírus. Os casos são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.

Os dados acumulados do monitoramento da covid-19 mostram que o Paraná soma 1.626.852 casos e 40.693 mortes pela doença.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de janeiro (4.387) de 2022; dezembro (37), novembro (12), outubro (17), setembro (4), agosto (5), julho (4), junho (9), maio (6), abril (4), março (7) fevereiro (2) e janeiro (10) de 2021; e dezembro (13), novembro (12), outubro (6), setembro (2), agosto (1) julho (2) e junho (1) de 2020.

As mortes divulgadas nesta data são de janeiro (2) de 2022; maio (2), abril (1), março (1) e janeiro (1) de 2021.

Internados

56 pacientes com diagnóstico confirmado estão internados, todos em leitos SUS (19 em UTIs e 37 em leitos clínicos/enfermarias).

Há outros 636 pacientes internados, 226 em leitos de UTI e 410 em enfermarias, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos.

Mortes

A Sesa informa a morte de mais sete pacientes: duas mulheres e cinco homens, com idades que variam entre 4 e 85 anos. Os óbitos ocorreram entre 10 de janeiro de 2021 e 9 de janeiro de 2022.

Os pacientes que morreram residiam em Curitiba (4), Quedas do Iguaçu (1), Nova Londrina (1), Imbituva (1).

Monitoramento

A Sesa está monitorando a situação epidemiológica do Paraná e o crescimento no número de casos diários. De acordo com a Secretaria,n este momento, o aumento está diretamente ligado com a maior circulação de pessoas em todo o estado, devido às festividades de fim de ano.

Além disso, deve-se considerar um atraso no envio de amostras para os laboratórios credenciados do Estado, como o Laboratório Central do Paraná (Lacen/PR) e Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), na última semana, também relacionado com os recessos e feriados.

A Secretaria reforça que as medidas de prevenção, como uso de máscaras, lavagem das mãos e uso do álcool em gel, permanecem necessárias, juntamente com a continuidade da vacinação contra a covid-19.

Confira o informe completo.

Informações da Agência Estadual de Notícias