BR-277, no Litoral, é liberada por manifestantes depois de 14 horas de protesto

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que a BR-277, em Paranaguá, no Litoral do Paraná, foi liberada no início da tarde desta segunda-feira (21). A rodovia foi bloqueada no km 6 por manifestantes.

Segundo a PRF, a pista sentido Curitiba está liberada em uma faixa. Já no sentido litoral as duas estão liberadas. O trânsito segue lento sentido Paranaguá, devido ao alto fluxo de entrada de caminhões no pátio de triagem.

Os bloqueios começaram na noite deste domingo (20) por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) que discordam do resultado das eleições para a Presidência da República.

Em nota, a PRF diz que negocia com os manifestantes a liberação da segunda faixa sentido Curitiba. Veja o comunicado na íntegra:

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) liberou a BR-277, em Paranaguá/PR, por volta das 12h20 desta segunda-feira (21). A rodovia havia sido bloqueada por manifestantes no km 6 por volta da 0h30. 

Não foi necessário o uso da força e após negociação, os manifestantes concordaram com a liberação, porém permanecem ocupando uma das faixas sentido Curitiba. Os policiais permanecem negociando a liberação da segunda faixa. As demais estão livres para a circulação. 

A PRF sempre busca a solução dos bloqueios através do diálogo, buscando a preservação da integridade de todas as pessoas envolvidas. Caso não seja possível a resolução por este meio para restabelecer a ordem, agiremos cumprindo a legislação e empregando os protocolos de para tais casos com o uso progressivo da força. 

A PRF atua nas rodovias federais, de forma preventiva e repressiva, desde o início das manifestações, em 30 de outubro, a fim de garantir o fluxo viário e a segurança pública. Assim que identificados pontos de manifestação, equipes são enviadas ao local. 

O tempo para liberação de uma interdição depende de vários fatores, dentre eles o cenário envolvido e a dinâmica dos fatos.

A PRF também trabalha a fim de evitar bloqueios e garantir a mobilidade nas rodovias federais com levantamentos de informações e policiamento constante das vias.