Projeto de estímulo à leitura percorrerá dez cidades no Paraná

O projeto cultural gratuito Minha Biblioteca Viva vai percorrer dez municípios paranaenses entre os meses de maio e outubro deste ano. A intenção é incentivar a leitura, revitalizar as bibliotecas de escolas públicas e democratizar o conhecimento.

A caravana visitará Faxinal, Carlópolis, Tibagi, Carambeí, Bituruna, Chopinzinho, Cerro Azul, Inácio Martins, Cândido de Abreu e São João do Triunfo. Todas as cidades tem menos de 20 mil habitantes; justamente para facilitar o acesso aos livros e ao universo literário nessas localidades. A primeira ação acontece em São João do Triunfo nos dias 4, 5 e 6 de maio, nas escolas selecionadas pela Secretaria de Educação do município.

“Uma equipe de três profissionais, formada por bibliotecária, mediador de leitura e contadora de histórias, visitará os municípios e permanecerá no local por 3 ou 4 dias, realizando diferentes ações com os estudantes, professores e coordenadores. Em seguida, o trio se desloca para outra região, seguindo uma escala mensal”, explica o idealizador do projeto, Cristiano Nagel.

Extensa programação

Serão muitas atividades culturais ao longo de 2022. A programação engloba 20 oficinas de Gestão de Acervo e Revitalização de Bibliotecas Escolares, 20 oficinas de Mediação de Leitura, 100 Rodas de Leitura e 100 Contações de Histórias.

Também haverá a doação de mil livros de literatura infantil (100 por cidade), 2 mil ecobags com a logomarca do projeto (200 por cidade) para que os alunos carreguem as obras emprestadas da biblioteca criem o hábito e adquiram o prazer da leitura.

Espaço democrático e de conhecimento

As oficinas de Gestão de Acervo e Revitalização de Bibliotecas Escolares terão 9 horas de duração e 40 vagas disponíveis por cidade, divididos em dois encontros.

Os trabalhos serão coordenados por Andressa dos Santos, Cristiano Nagel e Lilyan de Souza. Eles vão abordar ações para torná-la viva – tais como clube de livros, contações, mediações de leitura – as formas de dinamizar o acervo, escolha de repertórios, organização de espaço com o volume de livros, higienização, conservação e métodos de empréstimo. Ao mesmo tempo, vão estimular a leitura, a discussão, a socialização, o uso da biblioteca, o espaço a ser explorado e o aprendizado que pode ser alcançado nesse ambiente.

As aulas serão destinadas a professores, agentes de leitura e responsáveis por bibliotecas públicas e municipais.

A voz na leitura

Quem quiser desenvolver as capacidades poéticas a partir da “voz do texto” ou das narrativas orais pode participar as oficinas de leitura em voz alta, Estéticas da Enunciação.

A ministrante Lilyan de Souza, que é jornalista, educadora, atriz e escritora, trará reflexões sobre os estudos teóricos da performance, da leitura, da voz e do teatro para explorar esses conceitos de forma prática.

Ela também vai mostrar como uma abordagem performativa, centrada na potencialização dos elementos sonoros presentes nos textos literários, pode auxiliar no trabalho de incentivo à leitura e na expansão da narrativa pela voz.

Essa atividade será destinada a jovens a partir de 16 anos e adultos, terá duração de 3 horas e haverá 40 vagas disponíveis por cidade. Os interessados devem entrar em contato com a Secretaria de Educação de cada cidade e agendar a participação.

Serviço

O que: Projeto cultural Minha Biblioteca Viva

Quando: De maio a outubro de 2022

Onde: Nas cidades de Faxinal, Carlópolis, Tibagi, Carambeí, Bituruna, Chopinzinho, Cerro Azul, Inácio Martins, Cândido de Abreu e São João do Triunfo

Quanto: Gratuito

O que o projeto contempla: 20 oficinas de Gestão de Acervo e Revitalização de Bibliotecas Escolares, 20 oficinas de Mediação de Leitura, 100 Rodas de Leitura e 100 Contações de Histórias.

Haverá doação de mil livros de literatura infantil e 2 mil ecobags.