Universidades particulares do Paraná não devem exigir passaporte vacinal

Ao contrário da maioria das universidades públicas no Paraná, as universidades particulares do Estado não devem exigir dos estudantes comprovantes de vacinação para a entrada nas instituições. 

A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Paraná (Sinepe). O sindicato diz que não há orientação para as instituições educacionais sobre cobrança do passaporte vacinal, mas que mantém a recomendação de que todas continuem mantendo os protocolos das autoridades de saúde para evitar a circulação da covid-19.  

A recomendação vale tanto para as universidades quanto para as escolas particulares. O Sinepe também reforçou que defende as aulas como atividade essencial e que, enquanto as secretarias de saúde permitirem, vão optar pela realização das aulas presenciais.   

Já o Sindicato dos Professores do Ensino Superior de Curitiba e Região Metropolitana (SINPES) se posiciona a favor do passaporte da vacina. Em nota, a entidade afirma que sempre defendeu que as aulas presenciais só voltassem quando professores, trabalhadores da educação superior e estudantes estivessem com a imunização completa. “Nesse contexto não faz o menor sentido permitir o ingresso no ambiente presencial das instituições de ensino superior de negacionistas que colocam em risco a saúde coletiva”, diz o comunicado.  

O SINPES também destacou o aumento de casos de covid-19 nas últimas semanas no Paraná e disse que, além do comprovante da imunização, as instituições de ensino devem adotar as medidas sanitárias para a proteção contra o coronavírus.  

Universidades públicas 

As universidades estaduais do Paraná vão exigir o passaporte de vacina dos estudantes neste novo ano letivo. Somente as universidades de Londrina (UEL) e do Centro-Oeste (Unicentro) não pretendem solicitar o comprovante.  

Já nesta semana, a Universidade Federal do Paraná (UFPR) também aprovou a exigência do passaporte da vacina contra a covid-19 para a comunidade interna e visitantes da instituição.