Procura por cursos de especialização no exterior volta a aumentar

Depois de dois anos de pandemia, a procura por cursos de especialização fora do país voltou a aumentar, mesmo com o dólar alto.

Uma pesquisa feito pela Business Marketing International (BMI) revelou que o perfil do intercambista mudou. Em 2019, a procura pelos cursos de pós-graduação era de 24,3%, este ano saltou para 38,6%. Para mestrado, a procura aumento de11,8% em 2019, para 23,2% em 2022. Sobre MBA, a variação foi de 14,5% para 24,6%,  e especialização PHD de 6,4% para 9,2%).

O mercado de trabalho exige mais dos profissionais, como explica Priscilla Gomes, diretora da BMI e uma das responsáveis pelo levantamento: “hoje em dia, está tão competitivo, que não é só aquele cursinho de idiomas que você vai fazer lá fora, precisa de um currículo muito mais preparado, e o mais interessante de fazer isso lá fora é que você vai voltar com jogo de cintura também internacional”.

Os cursos fora do país se tornaram um investimento para o futuro e, de olho nisso, as empresas de intercâmbio tem oferecido diferentes programas com pagamentos facilitados e opções que permitem que o jovem não só estude como também trabalhe.

“Existem países como Canadá, África do Sul, Malta, que entregam os melhores custos benefícios, principalmente pensando no Brasil e na nossa moeda local”, afirma a coordenadora regional, Letícia Carvalho.

Informações SBT News