Pardal recebeu mais de 40 mil denúncias de crimes eleitorais; confira os dados

Segundo os dados do Tribunal Superior Eleitoral, desde segunda-feira (24) o aplicativo voltado para denúncias de crimes eleitorais e fiscalização de eleições Pardal já havia registrado 43.074 denúncias de propaganda eleitoral irregular relacionadas ao pleito deste ano.

Desse total, cerca de 26% das denúncias deram origem a 12.352 processos que estão em tramitação no Processo Judicial Eletrônico (PJe) da Justiça Eleitoral.

São Paulo lidera entre os estados com o maior número de denúncias, com 6.268 registros; seguido por Minas Gerais (4.526), Pernambuco (4.485), Rio Grande do Sul (3.480) e Rio de Janeiro (3.146). 

Segundo o TSE, desde 24 de outubro, o aplicativo já havia registrado 43.074 denúncias de propaganda eleitoral irregular relacionadas ao pleito deste ano.

Entre as regiões, o Sudeste aparece em primeiro lugar, com 15.078 denúncias, à frente do Nordeste (12.675), Sul (7.493), Centro-Oeste (4.814) e Norte (3.014).

Entre as cinco regiões brasileiras, o Sudeste lidera com o número de denúncias de crimes eleitorais, seguido pelo Nordeste. Sul, Centro-Oeste e Norte.

Em relação aos cargos, as denúncias de irregularidades atingiram mais as campanhas de deputados federais (12.802), deputado estadual (12.607), presidente da República (6.407) e governador (3.781).

Informações de SBT News