Saldo do FGTS pode ser usado como avalista em empréstimos

O dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) pode ser usado de diversas maneiras, e tem algumas novidades, como pedir empréstimos dando o saldo como avalista.

O auxiliar administrativo João Vicente fez um resgate antecipado do FGTS, pela modalidade chamada Saque Aniversário, e usou o valor para quitar o cartão de crédito. “Eu devia um valor de R$ 423 no cartão de crédito, e eu antecipei esse valor e quitei com o fgts de aniversário”, conta.

O Fundo de Garantia oferece outras possibilidades que muitos desconhecem, a começar pelo saldo. Mais de 30% não sabem o valor, e quase 40% não têm ideia de como usá-lo. O FGTS pode ser sacado nas demissões sem justa causa, aposentaria, em desastres naturais e casos de doenças graves.

O uso do dinheiro vai além das regras  estabelecidas para esse tipo de conta. É possível, por exemplo, comprar ações com parte dos recursos. Isso já aconteceu com os papéis da Petrobras e da mineradora Vale, e agora há uma nova chance. A Eletrobras, em processo de privatização, garante reserva de ações, com dinheiro do FGTS, até esta 5ª feira (9.jun).

O leque se ampliou também com a parceria do Serasa com um banco privado para oferecer empréstimo, tendo o saldo do FGTS como avalista. O mínimo é de R$ 400 e o teto de R$ 50 mil, com juros a 1,69% ao mês. Mesmo os 65 milhões de endividados na lista do Serasa podem solicitar o empréstimo.

“Essa modalidade, o importante é ele ter o saldo, independente se ele está endividado ou não”, afirma Matheus Moura, diretor de marketing do Serasa. As parcelas do empréstimo são retiradas pelo banco diretamente do saldo do FGTS.

“É uma boa opção porque não compromete com o orçamento salário, não desconta do salário, vindo do FGTS, e não pega toda a porcentagem do valor que você possui lá”, explica a orientadora financeira Nathália Rodrigues.

Informações de SBT News