Aumento de ataques a dados pessoais e financeiros: os principais golpes e como se proteger

A cada dia aumentam os golpes que roubam dados pessoais e financeiros das vítimas. Levantamento feito pela FEBRABAN (Federação Brasileira de Bancos) no ano passado mostra o crescimento de 165% nos golpes de engenharia social, denominação à técnica usada por criminosos para induzir usuários a enviar dados confidenciais, infectar seus computadores com software malicioso ou abrir links para sites mal-intencionados.

Entre os principais golpes virtuais estão:

1 – O da falsa central telefônica ou falso funcionário de uma instituição financeira ou empresa.

2 – Ataques de phishing (golpe eletrônico que visa obter dados pessoais do usuário, como mensagens e e-mails falsos que induzem o usuário a clicar em links suspeitos ou ainda páginas falsas na internet que fazem com que a pessoa a revele dados pessoais).

Nesses dois golpes os criminosos se passam por um personagem, que pode ser um funcionário da instituição ou mesmo por um parente ou conhecido, e durante a ligação convencem a vítima a passar seus dados pessoais e financeiros. Neste caso, desligue o telefone e ligue imediatamente para uma central de atendimento oficial da instituição financeira.

Caso você receba alguma ligação ou mensagem com orientação para acessar algum canal diferente dos que são divulgados pela sua instituição para acessar sua conta, não insira seus dados (número da conta, senhas, dados pessoais) e comunique a instituição pelos canais oficiais. As instituições não enviam SMS com link solicitando que você atualize seu app, nem e-mail ou qualquer tipo de comunicação pedindo suas senhas de acesso: números, frase secreta e letras. Se você receber alguma mensagem suspeita, não clique em links e informe a instituição sobre o ocorrido imediatamente.