É possível ter um bom relacionamento com a atual do ex? Psicóloga dá dicas de como lidar com a situação

O modo com que se lida com a ex do atual parceiro pode ser um grande coringa para manter o relacionamento saudável

A psicóloga Franciane Martinazzo listou sete dicas importantes para o bom convívio das pessoas que saíram de um relacionamento e entraram em outro porém, ainda possuem algum vínculo.

Reconheça o inimigo: antes de sair tirando conclusões precipitadas, é bom saber reconhecer os limites que separam uma relação saudável de uma baseada em segundas intenções entre a ex e o atual.

Quando a ex se torna amiga: existem casos em que ex-casais se tornam verdadeiros amigos e, sendo assim, o ideal é ter tolerância para lidar com essa convivência de maneira pacífica. Tudo que for resolvido às claras pode ser tranquilamente aceitável, desde que dentro do bom senso.

Conviver é preciso: não é preciso forçar uma amizade ou conversa com ex, no entanto, uma convivência harmônica é necessária para que ninguém se sinta desconfortável e, sendo assim, a sinceridade deve prevalecer.

Quando ele facilita a intimidade: às vezes, por medo de brigas, o parceiro acaba facilitando a proximidade. Se perceber exagero, converse e pergunte. Dar muita abertura ou incluir demais a ex nos assuntos da família também é sinal de perigo.

Amizade com ex tem limite: aquela ex que liga várias vezes todos os dias, para falar sobre tudo, como se ainda compartilhassem uma vida de casal, pode representar problema. Pois assim acaba por invadir a privacidade do casal em todos os aspectos.

Redes sociais: se a ex é do tipo que vigia cada passo que seu atual parceiro dá nas redes sociais, comenta fotos ou o provoca com indiretas, o melhor a se fazer é respirar fundo e superar.

Diálogo sempre: a maioria dos problemas relacionados às ex podem ser resolvidos na base do diálogo e do respeito. As conversas devem ser francas e, se possível, até na frente da parceira atual parceira para que ela não tenha qualquer dúvida a respeito dos sentimentos de seu parceiro.

E quando ainda assim a ex não supera o fim, aí é a vez do homem reforçar isso com ela. Ele deve impor o limite de forma que não deixe transparecer qualquer dúvida a respeito de seus sentimentos por ambas, procurando colocar-se ao lado da companheira atual.

Veja mais detalhes sobre este caso na reportagem completa do Destaque Ponta Grossa e região desta segunda-feira (29):