Hortoterapia: jardinagem como promotora da saúde mental

Cultivar um jardim ou uma horta está associado ao controle do estresse, ansiedade e até depressão. Será que é possível ligar o conceito de hortoterapia com autoconhecimento? Quem propõe esse método é a ex-atriz da Broadway Maria Failla, que publicou nos EUA a obra Growing Joy, trazida para o Brasil pela Latitude sob o título Cultivando Alegria.

Para além de pás, adubos, substratos e fertilizantes, Maria convida os amantes de plantas a explorar as raízes mais profundas do bem-estar e equilíbrio emocional. As 240 páginas são recheadas de conselhos e relatos pessoais da relação profunda da hoster do canal Bloom and Grow com a natureza.

A “mãe de planta” declarada desperta nos leitores um desligamento do estresse causado pela vida moderna. “Trata-se de celebrar os períodos pelos quais nossas plantas e nós mesmos passamos, acreditando que tudo é cíclico e tudo retornará quando for a hora”, prenuncia a autora.

Seja para um cuidador de plantas avançado ou aquele capaz de cuidar apenas de uma suculenta, Cultivando Alegria ajudará leitores a se reconectarem com natureza e consigo mesmos. 

Cultivando Alegria

  • Autora: Maria Failla
  • Ilustração: Samantha Leung
  • Editora: Latitude
  • Páginas: 240
  • Preço: R$ 64,90
  • Link de venda: E-commerce VR e Amazon