Campanha Janeiro Branco fala sobre saúde mental dos brasileiros

Em 2021, a oitava edição da campanha Janeiro Branco traz como lema: quem cuida da mente, cuida da vida. O objetivo é falar sobre temas voltados para a saúde mental, chamando a atenção dos indivíduos para os universos mentais, emocionais, sentimentais, comportamentais e subjetivos dos seres humanos.

Nesta edição, a campanha tem importância redobrada. É fundamental falar sobre saúde mental durante a pandemia do coronavírus.

Segundo Leonardo Abrahão, psicólogo idealizador da Campanha Janeiro Branco, “a humanidade precisa de um pacto pela Saúde Mental em que todas as pessoas se comprometam com a ideia de que ‘todo cuidado conta!’ quando o objetivo é a criação de condições para vidas mais saudáveis e melhores para todo mundo”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia interrompeu serviços essenciais de Saúde Mental em 93% dos países do mundo e, ao mesmo tempo, intensificou a procura por esses mesmos serviços.

No Brasil, país que já é um dos recordistas mundiais em relação à depressão, à ansiedade e a números absolutos de suicídios, a primeira fase de uma pesquisa realizada no final de 2020 pelo Ministério da Saúde detectou ansiedade em 86,5% dos indivíduos pesquisados, transtorno de estresse pós-traumático em 45,5% e depressão grave em 16% dos participantes do estudo.

O ano de 2020 acrescentou novos desafios aos universos da Saúde Mental mundial: aumento na quantidade e na intensidade de transtornos mentais nas sociedades, precarização dos serviços relacionados à Saúde Mental, deterioração nas condições de vida de um número crescente de pessoas, multiplicação de dolorosos lutos provocados por perdas inesperadas e a erupção de muitas insatisfações existenciais com sentidos alienados de vida.

Por isso, em relação à 8ª edição do Janeiro Branco, Abrahão conclui: “a Campanha Janeiro Branco de 2021 possui uma inédita e maravilhosa oportunidade de inspirar as pessoas a pensarem sobre como cuidar melhor da própria Saúde Mental e da Saúde Mental de todos, sobre como investir em sentidos existenciais mais saudáveis e, fundamentalmente, sobre como promover políticas públicas e privada dedicadas a mais Saúde Mental nas nossas sociedades. É chegada a hora de um poderoso pacto pela Saúde Mental da humanidade, afinal, todo cuidado conta quando o objetivo é a construção de uma cultura da Saúde Mental no mundo”.

Para mais informações sobre a Campanha, clique aqui.

Colaboração Campanha Janeiro Branco