Presidente argentino Fernández diz que teve resultado positivo em teste de coronavírus

Por Eliana Raszewski

BUENOS AIRES (Reuters) – O presidente da Argentina, Alberto Fernández, afirmou neste sábado que teve resultado positivo em teste para o novo coronavírus, mas que está bem disposto, apesar de uma leve febre.

“Estou em boa condição física”, disse o presidente, que completou 62 anos na sexta-feira, em um tuíte. Ele havia recebido a vacina russa Sputnik V contra o coronavírus no começo deste ano.

“Eu gostaria de ter terminado meu aniversário sem essa notícia, mas estou bem disposto”, acrescentou.

Fernández está em isolamento, de acordo com os protocolos contra a Covid-19, mas continua trabalhando. A vice-presidente da Argentina é a ex-líder do país Cristina Kirchner.

O Instituto Gamaleya, da Rússia, que desenvolveu a vacina Sputnik V, emitiu um comunicado aberto a Alberto Fernández, dizendo que o imunizante tem 91,6% de eficácia contra infecções e 100% contra casos graves de coronavírus.

“Se a infecção for confirmada, a vacinação garante uma recuperação rápida sem sintomas severos. Desejmos a você uma rápida recuperação!”, disse.

A Argentina vive com quarentenas de diversos graus há mais de um ano contra a pandemia. Até agora, a Covid-19 matou mais de 56.000 pessoas no país, e cerca de 682.868 argentinos foram totalmente vacinados, com idosos e profissionais de saúde tendo prioridade, segundo o governo.

(Reportagem de Eliana Raszewski e Hugh Bronstein, em Buenos Aires)