Saiba quais são os benefícios das fibras no combate às inflamações causas pela COVID-19

A fibra é encontrada em alimentos de baixo teor calórico como frutas e verduras

Consumir fibras pode diminuir o impacto da COVID-19 no organismo. É o que revela um estudo da Universidade Estadual de Campinas, em que pesquisadores brasileiros constataram que compostos produzidos no intestino a partir da fermentação de fibras alimentares ajudaram a reduzir inflamações em pacientes com a doença.

As fibras alimentares podem ser definidas como um conjunto de substâncias derivadas de vegetais que são resistentes à digestão e absorção no intestino delgado humano, com fermentação completa ou parcial no intestino grosso. Ou seja, a fibra é uma parte do alimento que não é absorvida e passa direto pelo intestino.

Além de não fornecerem calorias, elas diminuem a absorção do colesterol, de gorduras e de açúcares, e causam sensação de saciedade prolongada, afinal, permanecem no estômago juntamente com os outros nutrientes por mais tempo, retardando a sensação de fome e o consumo de mais calorias.

Como em geral são encontradas em alimentos de baixo teor calórico, como frutas e verduras, automaticamente ao optar por uma alimentação rica em fibras, o consumo de calorias será reduzido.

Veja mais detalhes na reportagem completa do Destaque Ponta Grossa e região desta quinta-feira (15):