Equipes de F1 estão mais ricas e saudáveis do que nunca, diz chefe da McLaren

Por Alan Baldwin

(Reuters) – A Fórmula 1 inicia uma nova temporada no Barein neste final de semana com as dez equipes em uma situação melhor do que nunca, apesar da pandemia de Covid-19, disse o chefe da McLaren, Zak Brown, nesta sexta-feira.

“Acho que o grid da Fórmula 1, na minha opinião, é provavelmente o mais rico e saudável que já houve”, disse ele a repórteres em uma videochamada.

O norte-americano, que tem experiência com marketing e patrocínio, alertou um ano atrás que o vírus representava uma ameaça existencial a algumas equipes, já que o campeonato foi interrompido, fábricas foram fechadas e funcionários foram dispensados.

A F1 conseguiu realizar uma temporada com 17 corridas em 2020, confinada à Europa e ao Oriente Médio e sujeita a protocolos de saúde e segurança rígidos, mas programou o recorde de 23 etapas em todo o mundo neste ano.

“A Sauber (agora correndo como Alfa Romeo) estava em apuros, e agora seu proprietário é um grupo muito rico, tivemos a Force India, que entrou e saiu de problemas financeiros e agora tem um grupo muito rico”, disse Brown, presidente-executivo da McLaren Racing.

“Nós (McLaren) atraímos novos investidores, então estamos extremamente saudáveis e vamos correr com um teto orçamentário, a Williams agora tem a proteção da Dorilton.”

“Não acho que exista nenhum grande problema que impactaria o grid, como vimos com duas ou três equipes no final do ano passado.”

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH2P1DQ-VIEWIMAGE