Em jogo heroico, FC Cascavel bate o Athletico e chega à final do Paranaense

Em uma partida histórica, o FC Cascavel superou todas as adversidades e conquistou a vaga na decisão do Campeonato Paranaense. Jogando no Estádio Olímpico Regional, a Serpente Aurinegra venceu o Athletico por 2 a 1 e vai disputar o título estadual contra o Londrina, em data que ainda não foi anunciada pela Federação Paranaense de Futebol (FPF). O Furacão lutava pelo tetracampeonato e agora disputa a Copa do Brasil, a Copa Sul-Americana e a Série A do Brasileirão.

A partida foi heroica porque o FC Cascavel entrou em campo com apenas três jogadores no banco de reservas por causa dos desfalques e do surto de covid-19 no elenco – nem mesmo o treinador Tcheco pode ficar à beira do gramado porque também foi infectado.

A situação era tão crítica que a diretoria do clube solicitou à FPF e ao Tribunal de Justiça Desportiva do Paraná (TJD-PR) o adiamento da partida, mas ambos os pedidos foram negados. Mesmo assim, a Serpente segurou a pressão do Athletico principalmente nos minutos finais e saiu com a vaga.

A partida

Se a situação pré-jogo era crítica para o time do Oeste, ficou ainda pior aos cinco minutos. Nikão recebeu de Renato Kayzer e bateu de esquerda para abrir o placar para o Furacão. Com a vantagem no placar, os visitantes recuaram e o FC Cascavel aos poucos assumiu o controle da partida.

Ainda assim, as melhores oportunidades foram do Furacão, principalmente com Renato Kayzer aos 39 minutos da primeira etapa. Ele recebeu a bola de Jader, mas furou com o gol vazio. O FC Cascavel teve pelo menos quatro chances com chutes de longa distância, mas sem levar tanto perigo ao gol defendido por Anderson.

A situação mudou de figura aos dois minutos do segundo tempo. Wyllian Sotto fez boa jogada pela direita e encontrou Rogério sozinho na área. De peixinho, o atacante empurrou para o fundo da rede e recolocou a Serpente na partida. Principalmente porque o Athletico não soube reagir e o time cascavelense cresceu na partida.

Jader até teve a chance de ampliar para o Furacão em boa jogada de contra-ataque pela direita, mas quem balançou as redes foi o Cascavel. Sotto cobrou o escanteio e Leo Itaperuna se adiantou para, de cabeça, dar a vaga à Serpente Aurinegra.

Depois do gol, o FC Cascavel recuou e deixou o Athletico ficar com a posse de bola. Mesmo assim, o Furacão não conseguiu criar nenhuma chance clara de gol e nem a possibilidade de fazer cinco alterações com várias opções no banco for suficiente para reverter o placar.