Arsenal goleia e retoma a ponta do Inglês; Manchester United ultrapassa Chelsea

Manchester, 30 (AE) – O Arsenal reassumiu a liderança do Campeonato Inglês em grande estilo ao golear o Notthingham Forest por 5 a 0, neste domingo, com boa participação de jogadores brasileiros. Gabriel Martinelli abriu o placar e Gabriel Jesus deu três assistências. De quebra, os atletas fizeram uma homenagem ao zagueiro Pablo Marí, esfaqueado na última sexta-feira em Milão, e que está emprestado ao Monza, da Itália. Na comemoração do primeiro gol, a camisa 22 com o nome do ex-zagueiro do Flamengo foi mostrada para a torcida.

Com o triunfo o time do técnico Mikel Arteta recuperou a dianteira na classificação, chegou aos 31 pontos e desbancou o Manchester City do primeiro posto. Já o Notthingham Forest segue na lanterna do torneio (nove pontos).

No meio de semana, o Arsenal volta a campo, mas pela Liga Europa Na quinta, o encontro é contra o Zurique, em Londres. Já pelo Campeonato Inglês, o desafio vai ser fora de casa, diante do Chelsea, no domingo. Um dia antes, o Notthingham recebe o Brentford como mandante.

O Arsenal começou a partida imprimindo um ritmo forte e logo abriu o marcador. Em jogada pela direita, Bukayo Saka fez um cruzamento à meia altura no primeiro pau. Gabriel Martinelli entrou em velocidade e, de cabeça, fez 1 a 0 aos cinco minutos.

A pressão seguiu forte e o placar esteve perto de ser ampliado. Em nova jogada iniciada por Bukayo Saka, Gabriel entrou em velocidade e chutou com perigo para o gol de Henderson. Os brasileiros continuaram como destaque. Aos oito minutos, Gabriel Martinelli achou espaço para finalizar, mas a defesa conseguiu fazer o corte.

Apesar de ter o domínio da partida, o Arsenal diminuiu a intensidade e o primeiro tempo terminou com a vantagem mínima no placar. Na volta do intervalo, porém, o Arsenal liquidou a partida em um curto espaço de tempo.

Aos quatro minutos, Reiss Nelson recebeu assistência de Gabriel Jesus e chutou para a defesa parcial do goleiro. No rebote, ele mesmo estufou a rede para fazer 2 a 0. Três minutos depois o time da casa voltou a sacudir a torcida. Gabriel Jesus trabalhou novamente como garçom e serviu novamente Reiss Nelson: 3 a 0.

Atônito, o Notthingham voltou a ser vazado aos 12 minutos. Thomas teve liberdade na entrada da área e acertou o ângulo de Henderson fazendo o quarto gol. O massacre teve sequência na parte final do segundo tempo. Aos 33 minutos, Jesus voltou a brilhar como coadjuvante. Ele fez o pivô para Ödegard ajeitar a bola e chutar no alto para fazer 5 a 0 e definir o placar.

UNITED VENCE

A rusga entre Cristiano Ronaldo e o técnico Erik ten Hag parece ter ficado para trás. Pela segunda partida consecutiva, o português foi titular. Desta vez, liderou o Manchester United na vitória sobre o West Ham, por 1 a 0, também neste domingo, no Old Trafford.

O atacante chegou a ser afastado por uma semana por ter se recusado a entrar durante a partida frente ao Tottenham. O retorno foi diante do Sheriff, pela Liga Europa. Tanto Cristiano Ronaldo quanto o técnico Erik Ten Hag afirmaram que o caso já foi superado.

Com o resultado, o Manchester United chegou ao quinto jogo de invencibilidade, ultrapassou o Chelsea e subiu para a quinta posição, com 23 pontos, ainda longe do Arsenal, na liderança com 31. O West Ham, por sua vez, está na 13ª posição, com 14, três a mais do que o Leicester, o primeiro dentro da zona de rebaixamento.

Com Cristiano Ronaldo entre os titulares, o Manchester United amassou o West Ham nos primeiros minutos, mas foi abrir o placar apenas aos 37, quando Eriksen tabelou com Bruno Fernandes e cruzou para Rashford. O inglês subiu mais do que o zagueiro para cabecear no fundo das redes.

O West Ham, no entanto, não foi presa fácil, conseguiu fazer frente ao rival, mas não contava com uma boa atuação do goleiro De Gea. Ele fez grandes defesas e saiu como um dos destaques na partida. Ainda na primeira etapa, defendeu um chute cruzado de Bowen para assegurar o resultado.

Na etapa complementar, Cristiano Ronaldo foi o jogador mais acionado do Manchester United. O português queria deixar o seu, mas não estava em seus melhores dias. Do outro lado, o West Ham se abriu e chegou a pressionar o rival. Antonio e Dawson desperdiçaram grandes oportunidades.

Nos minutos finais, o West Ham montou uma blitz próximo da área do United e colocou De Gea para trabalhar. O goleiro fez dois milagres nas tentativas de Zouma e de Antonio. No fim, o brasileiro Fred acertou a trave, viu o United recuar e confirmar uma vitória importante dentro de casa.

Por Estadão Conteúdo