FourFourTwo lista Messi como melhor jogador de todos os tempos; Pelé é só o 4°

Teddington, 10 (AE) – Conceituada revista de futebol do planeta, a inglesa FourFourTwo está causando um enorme debate e até revolta ao listar os 100 melhores jogadores de todos os tempos nesta segunda-feira. Em sua “eleição”, o argentino Lionel Messi é o melhor de todos, seguido pelo compatriota Diego Maradona e o português Cristiano Ronaldo. Pelé, para a revista, é somente o quarto colocado, apesar de ter sido tricampeão do mundo.

Os títulos nas Copas de 1958, 62 e 70, e os mais de 1000 gols na carreira fizeram muitos leitores e torcedores do mundo a questionarem a escolha da revista. “Como pode jogadores sem mundiais estarem à frente do Pelé?”, é uma das maiores críticas à FourFourTwo.

No Top 10 aparece outro brasileiro. Ronaldo Fenômeno ocupa o 10° posto em lista que traz, Zinedine Zidane em quinto, seguido por Johan Cruyff, George Best, Franz Beckenbauer e Ferenc Puskas.

“Os livros de história vão elogiar Messi, mas suas limitações vão lhe fazer um desserviço. Em 20 anos, os jovens fãs de futebol vão ler sobre uma figura messiânica cujo brilho surpreendeu o mundo, quebrou uma ladainha de recordes e iniciou uma era de domínio”, trouxe a revista sobre La Pulga.

E foi além dos elogios: “A quantidade de seus gols empalidece em comparação com sua beleza. O gol do mês pode nem chegar ao seu top 20, seja uma corrida solo, uma cobrança de falta, um lob atrevido, uma finalização de tacada de golfe ou um míssil estrondoso.”

A revista não revelou os critérios escolhidos para a eleição,apenas fazendo breves resumos da carreira dos jogadores. A definição de Pelé é a de que foi o mais jovem a disputar uma Copa do Mundo e que parou uma guerra.

“Aos 17 anos, em 1958, Pelé se tornou o jogador mais jovem a disputar uma final de Copa do Mundo. Ele marcou seis vezes na Suécia, incluindo um hat-trick na semifinal e mais dois na final Era para ser o primeiro dos três troféus da Copa do Mundo que ele trouxe para casa como uma resposta às lágrimas que ele viu escorrendo pelo rosto de seu pai”, escreveu a revista.

“Sua contribuição em 1962 foi minimizada por lesão, enquanto as faltas persistentes nele em 1966 o fizeram jurar que seria sua última Copa do Mundo. Ele se convenceu a voltar para um quarto torneio em 1970 e fez parte de um dos melhores ataques já compilados – ao lado de Tostão, Jairzinho, Rivellino, Clodoaldo e Gerson. Enquanto Jairzinho foi o artilheiro, Pelé somou mais quatro gols na Copa do Mundo”, ressaltou a FourFourTwo. “Nas décadas de 1960 e 1970, Pelé viajou o mundo com o Santos. Na Nigéria, uma trégua de dois dias foi declarada na guerra.”

Confira o Top 10 mundial da FourfourTwo:

1º – Lionel Messi (Argentina)

2º – Diego Armando Maradona (Argentina)

3º – Cristiano Ronaldo (Portugal)

4º – Pelé (Brasil)

5º – Zinedine Zinedine (França)

6º – Johan Cruyff (Holanda)

7º – George Best (Irlanda do Norte)

8º – Franz Beckenbauer (Alemanha)

9º – Ferenc Puskas (Hungria)

10º – Ronaldo Fenômeno (Brasil)

Por Estadão Conteúdo