Veja o que mudou em Atlético-MG e Palmeiras desde a semi da Libertadores de 2021

Atlético-MG e Palmeiras iniciam a busca por uma vaga na semifinal da Libertadores da América nesta quarta-feira (3), às 21h30, no Mineirão. Em uma reedição da semifinal do ano passado, hoje ambas as equipes têm mais conquistas a ostentar, mudanças no elenco, além de encararem uma competição um pouco diferente. 

É bem verdade que o Galo não conseguiu alcançar a final da Liberta em 2021, embora bem sucedido no mesmo ano. Os comandados de Cuca colocaram fim a um jejum de 50 anos sem conquistar o Campeonato Brasileiro, além de vencerem a Copa do Brasil. 

Já o Verdão, que conseguiu sua classificação pelo critério do gol fora – retirado da competição na edição de 2022 -, bateu o Flamengo por 2 a 1 na finalíssima, chegou ao bicampeonato seguido e ao terceiro em sua história, igualando Santos, São Paulo e Grêmio como os maiores vencedores brasileiros. Um 0 x 0 em São Paulo seguido de um 1 x 1 em Minas Gerais carimbou a vaga alviverde para a final de 2021. 

Além da mudança no critério do gol fora, outra realidade daquela semifinal não está mais presente para o duelo deste ano. Melhor colocado geral, o Atlético teve a vantagem de decidir a vaga no Mineirão. Em 2022, o Verdão ainda não sabe o que é ter um resultado diferente de vitória na competição e garantiu a melhor colocação geral. Por isso, o jogo da volta será no Allianz Parque, no dia 10 de agosto, às 21h30. 

Manutenção de técnicos e elenco

Para além das conquistas e do aspecto da competição em si, Palmeiras e Atlético-MG conseguiram manter as bases das equipes bem sucedidas de 2021, mas o Galo não segurou aquele que rege a orquestra.

Cuca deixou o comando da equipe para um ano sabático, mas retornou na última semana, após a queda de Turco Mohamed. Embora o longo período longe de Belo Horizonte possa penalizar o retorno daquela produtividade, pelo menos o comandante conhece bem o elenco, que perdeu apenas Tchê Tchê, Savarino, Nathan e Diego Costa, mas foi reforçado de Jemerson, Pedrinho, Alan Kardec e Pavón. O último está suspenso da Libertadores. 

Pelo lado do Verdão, o técnico duas vezes campeão continental, Abel Ferreira, renovou até 2025 e perdeu peças consideradas dispensáveis. Enquanto Felipe Melo, Patrick de Paula, Luiz Adriano, Deyverson e Gabriel Veron deixaram a equipe; José López e Miguel Merentiel reforçaram o setor ofensivo alviverde. 

Informações do SBT Sports.