Presidente do Galo detona Comissão de Arbitragem da CBF: “gestão horrível”

O presidente do Atlético-MG, Sérgio Coelho, criticou duramente a Comissão de Arbitragem da CBF, em pronunciamento nesta quarta-feira (20). O dirigente pediu a saída de Wilson Seneme, presidente da comissão, questionou decisões tomadas em campo contra o Galo e disse não entender a demora para divulgação de áudios de lances polêmicos envolvendo o clube mineiro.

“No nosso entendimento, o Sr. Wilson Seneme está no lugar errado. O cargo não condiz com sua postura”, declarou Coelho. Na sequência, o mandatário detonou a gestão da arbitragem e disse que é a “pior dos últimos anos”: “a gestão da arbitragem brasileira está horrível, a pior dos últimos anos, com árbitros sempre repetidos nas escalas, e outros que estreiam na rodada 18ª do campeonato, por exemplo. São atitudes que demostram, de forma inequívoca, que a referida Comissão de Arbitragem da CBF está sem rumo e à deriva. Talvez seja preciso que busquemos uma verdadeira liderança para o setor”.

Outro ponto abordado pelo presidente do Galo e que ainda gera polêmica é a conversa entre o árbitro Anderson Daronco e Hulk na partida entre Atlético-MG e São Paulo pelo Campeonato Brasileiro deste ano. Sérgio Coelho disse que não entende a demora para liberação dos áudios que envolvem jogos do clube mineiro e afirmou que outros clubes têm acesso aos áudios dos respectivos jogos de forma mais rápida.

“Houve uma suposta ameaça do Daronco no Hulk. Até o momento, ninguém veio a público se manifestar sobre o episódio, nem o árbitro, nem a comissão de arbitragem da CBF. Seremos incansáveis também na cobrança para que venham se posicionar. Pior: a despeito da grave suspeita, o árbitro continua a ser escalado em jogos do Brasileirão e Copa do Brasil”, criticou Coelho.

No final do discurso, Sérgio Coelho afirmou que o Atlético Mineiro apoia a profissionalização da arbitragem brasileira e a melhoria nas condições de trabalho dos árbitros de campo e vídeo, mas que não vai se calar: “Contra aqueles que querem nos colocar uma pecha de “reclamão”, vou afirmar em alto e bom tom: nós não ficaremos calados. Seremos incansáveis nas reclamações, sempre que nos sentirmos lesados”.

Informações do SBT Sports.