Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Curitiba, PR
Clima
19.5ºC
Massa News, notícias do Paraná e do Brasil

Valladolid se coloca à disposição da LaLiga para apurar racismo contra Vini Jr.

Redação

Redação

Valladolid, 01 (AE) – Após o pronunciamento da LaLiga sobre o caso de racismo envolvendo o atacante Vinícius Júnior, do Real Madrid, o Valladolid emitiu uma nota oficial para se posicionar, afirmou que não há espaço para injúrias raciais no futebol e se colocou à disposição para ajudar na investigação na busca pelos culpados. O brasileiro ouviu gritos de “macaco” e “negro de m.. ” após ser substituído na vitória por 2 a 0 do time merengue sobre o Valladolid no Campeonato Espanhol.

Foto: Helios de la Rubia/Real Madrid

“Em linha com o comunicado emitido pela LaLiga devido aos incidentes isolados ocorridos em Zorrilla na partida entre Real Valladolid e Real Madrid envolvendo Vinícius Júnior, a entidade blanquivioleta quer destacar que condena absolutamente qualquer forma de racismo e lamenta muito o ocorrido. O clube está, obviamente, disposto a colaborar com a LaLiga para realizar as investigações pertinentes e se reserva o direito de tomar medidas disciplinares caso haja assinantes envolvidos nos incidentes”, disse o Valladolid em nota.

“Não há espaço para o racismo no futebol e na sociedade, e é por isso que o Real Valladolid está determinado a implementar cada vez mais medidas para conscientizar, evitar e combater qualquer episódio semelhante. Estes incidentes isolados não representam a grande maioria dos torcedores blanquivioletas, sempre respeitosos, e participaram de um belo show nas arquibancadas do Zorrilla”, completa.

Presidente e dono da maior parte das ações do Valladolid, Ronaldo Fenômeno chegou a publicar uma foto de suas filhas com o atacante do Real Madrid após a partida, mas não se pronunciou sobre o ocorrido.

Após sofrer as ofensas, Vinícius Júnior criticou a LaLiga nas redes sociais pela falta de iniciativa na busca por impedir que novos casos aconteçam no Campeonato Espanhol. A entidade respondeu dizendo está fazendo o possível para encontrar os culpados e puni-los da melhor maneira possível, além de ter listado ações que tomou em outros casos de racismo. O presidente da LaLiga, Javier Tebas, disse que o brasileiro foi “injusto” em sua crítica.

A LaLiga já afirmou que está analisando a situação por meio da Comissão Antiviolência e da Procuradoria de Crimes de Ódio. Enquanto isso, Vinícius segue sua jornada no Real Madrid, onde é um dos destaques na campanha do vice-líder do Campeonato Espanhol.

Por Estadão Conteúdo

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!

Compartilhe essa matéria nas redes sociais

Ative as notificações e fique por dentro das notícias

Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia