Seleção Feminina derrota a Itália e alcança 10º vitória consecutiva

A Seleção Brasileira Principal Feminina derrotou a Itália na tarde desta segunda-feira (10), em Gênova, casa do país adversário. No Estádio Luigi Ferrari, as brasileiras conquistaram o triunfo pelo placar de 1 a 0. O gol foi anotado pela atacante Adriana. Com o resultado, a Seleção canarinho alcançou uma sequência de dez vitórias seguidas e fechou este período de Data-FIFA de outubro com 100% de aproveitamento. No jogo anterior, o Brasil derrotou a Noruega por 4 a 1. 

O amistoso com a Itália foi o último compromisso da Seleção Brasileira antes do sorteio da Copa do Mundo Feminina FIFA Austrália e Nova Zelândia 2023. O evento acontecerá no dia 22 de outubro, em Auckland, na Nova Zelândia. 

O jogo

A Seleção Brasileira não se intimidou com o fato de estar atuando fora de casa e, logo aos dez minutos de bola rolando, apresentou o cartão de visitas através da pressão no atacante. Kerolin aproveitou bobeada da goleira adversária e cruzou rasteiro. O passe tentou alcançar Bia Zanerato, mas saiu um pouco atrás e a atacante não conseguiu finalizar. Seis minutos mais tarde, Geyse aproveitou a sobra após escanteio da esquerda e tocou de cabeça, firme. A goleira italiana apareceu novamente e espalmou por cima do gol. Na marca dos 27, Kerolin foi lançada pela direita e encontrou um bom passe entre a defesa, na entrada da área, mas a bola saiu à direita do gol vazio. A única boa chegada da Itália aconteceu três minutos mais tarde, quando Giacinti ficou com a bola livre na área. A goleira Letícia estava atenta e saiu do gol para defender com o pé esquerdo.

No segundo tempo, a Seleção Brasileira mostrou que estava determinada a sair de campo com o triunfo. Logo no primeiro minuto, Antônia lançou na área, Adriana tentou dominar a bola e a disputou com a marcadora. No entanto, Galli acabou dando um passe para a brasileira, que bateu de primeira no canto esquerdo de Durante e abriu o placar. O Brasil seguiu dominando a posse de bola e quase ampliou aos 23. Ludmila cruzou da esquerda, a defesa cortou mal e Ary Borges bateu de primeira, da entrada da área, e obrigou a goleira Durante a aparecer novamente com boa defesa no canto esquerdo. Seis minutos depois, a forte bola parada da técnica Pia Sundhage apareceu. Tamires cobrou escanteio da direita na pequena área e Tainara, sozinha, cabeceou por cima do travessão. Nos instantes finais, as brasileiras controlaram bem a vantagem e garantiram a vitória em solo europeu.  

Esta foi a primeira vez que Brasil e Itália se enfrentaram após o duelo na Copa do Mundo Feminina 2019. Na ocasião, a Canarinho venceu por 1 a 0 com gol de pênalti de Marta e o tento em questão rendeu à Rainha a posição de maior artilheira das Copas do Mundo com 17 gols. 

Brasil: Letícia I; Antonia, Kathellen, Tainara, Tamires; Ary (Yaya), Duda Sampaio (Duda), Adriana (Ana Vitória); Kerolin, Bia Zaneratto (Ludmila) e Geyse (Lauren).

Informações da CBF