Tite admite primeiro tempo ‘abaixo’, mas valoriza testes na Seleção Brasileira

O técnico Tite comandou a Seleção Brasileira em mais uma vitória na Copa América. Nesta quinta-feira (17), o Brasil derrotou o Peru por 4 a 0 no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). Depois do jogo, o treinador falou com a imprensa em entrevista coletiva e admitiu que a Canarinho enfrentou dificuldades na primeira etapa.

No entanto, Tite ressaltou que tem feito algumas mudanças no time, para observar melhor e dar oportunidades a alguns jogadores que disputam espaço no grupo. E que, muito por conta disso, a equipe pode enfrentar algumas dificuldades a mais.

“O primeiro tempo não foi o que prevíamos. Tanto na articulação quanto na pressão da saída do adversário, na nossa construção também não. Por alguns motivos, pela qualidade do Peru, pela intensidade na marcação. Depois conseguimos ajustar uma pressão alta melhor… A nossa saída de bola ainda teve alguns passes nervosos, que são próprios de uma equipe muito modificada. Depois baixou um pouco, com um articulador maior, que o Everton Ribeiro te dá. Você fica um pouco mais com a bola e começa a potencializar a equipe de uma forma mais harmoniosa”, analisou Tite.

A equipe modificada, no entanto, não é um problema para o treinador. É, na verdade, um consenso entre toda a comissão técnica, que quer fazer desta Copa América um cenário para dar aos atletas a oportunidade de mostrar seu futebol dentro de campo, criando uma batalha sadia por espaço dentro da Seleção.

“Nós acertamos com o Juninho (Paulista, coordenador da Seleção) e trouxemos junto com a comissão técnica uma situação consensual. De fazer mudanças tentando manter a estrutura da equipe. Hoje, no primeiro tempo, ela mudou demais e perdeu um pouco de sincronia. É mudar, temos cinco substituições durante o jogo, mas manter a ideia. A gente quer ter o título, uma grande campanha, desempenho, mas paralelamente a isso, oportunizar os atletas para jogarem, para mostrar dentro de campo, porque o campo fala”, comentou Tite.

Perguntado se conseguia tirar algumas conclusões dos testes feitos nesses primeiros dois jogos, Tite despistou e pediu calma ao analisar o desempenho dos atletas. Ainda assim, o técnico garantiu que tem captado lições importantes para a construção da equipe no futuro.

“Conclusões, não. Mas indícios e sinais, sim. E uma disputa leal por posição também, o que nós fomentamos. Não tem bonzinho aqui para dizer que não há disputa. Entra lá para fazer o seu melhor, sendo leal e fazer uma disputa limpa”, ponderou o técnico.

Com a vitória por 4 a 0 sobre o Peru, o Brasil segue com 100% de aproveitamento na Copa América. O próximo compromisso da Seleção Brasileira é contra a Colômbia, no dia 23 de junho, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ).