Casal dono de academia em Curitiba é preso suspeito de fabricar e comercializar drogas do ‘kit balada’

Na última semana, um casal dono de uma academia no bairro Portão, em Curitiba, foi preso em uma operação do Gaeco por tráfico de drogas. Eles são suspeitos de produzir e comercializar o chamado ‘kit balada’, que continha drogas para vender para jovens em festas.

A prisão do casal foi no dia 11 de agosto e fez parte da Operação Custodes, conduzida pelo Ministério Público do Paraná (MPPR). Na mesma ação, foi preso um promotor de justiça que tinha pó análogo a cocaína dentro de casa.

Fernando Tracz é DJ e personal trainer e Magda Gobetti da Silva Tracz é a dona da academia. Eles foram presos em casa, onde foram encontrados quase 100 comprimidos da droga extasy e também medicamentos proibidos e controlados.

Investigação

Magda e Fernando são suspeitos de fabricar drogas e comercializar em festas, sob o nome de ‘kit balada’. Na academia do casal, foram encontradas as mesmas sustâncias apreendidas na residência, entre elas remédios controlados e analgésicos veterinários usados para fazer alucinógenos, que seriam vendidos em grandes festas que aconteciam na própria academia.

Os agentes ainda encontraram R$ 4 mil e um caderno com nomes e quantidades de drogas ligadas às identificações.

Na audiência de custódia, o casal negou que fabricava e comercializava as drogas, afirmando apenas que ambos eram usuários. A defesa de Fernando e Madga tentou o pedido de prisão domiciliar, mas foi negado pela Justiça. Eles seguem presos de forma preventiva.

A prisão do casal faz parte da Operação Custodes, que no mesmo dia prendeu o promotor de justiça Guilherme de Barros Perini.