Vereadores aprovam crédito de R$ 174 milhões para o transporte coletivo de Curitiba

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) aprovou, nesta terça-feira (31), o crédito adicional suplementar de R$ 174.113.500 para o transporte coletivo da capital. Acatada em segundo turno com 25 votos favoráveis e 8 contrários, a proposição será encaminhada para a sanção do prefeito Rafael Greca.

Conforme a justificativa do projeto do Executivo, encaminhado para a análise dos vereadores no início de abril, R$ 132,4 milhões serão destinados para equalizar, até o fim de 2022, a diferença entre a tarifa social de R$ 5,50 e a técnica, de R$ 6,3694. Já R$ 41,6 milhões devem ser aplicados na manutenção do sistema.

Os recursos devem ser remanejados da Secretaria de Municipal de Planejamento, Finanças e Orçamento para o Fundo de Urbanização de Curitiba (FUC), gerido pela Urbs.

O projeto foi submetido a plenário depois de análise pela Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização da Casa. Após a instrução jurídica, o colegiado recepcionou a matéria no dia 18 de abril. Até o parecer final, acatado na última quarta-feira (25), os vereadores solicitaram uma série de informações adicionais ao Executivo, como projeção de passageiros e a destinação de valores ao FUC por meio de decretos – documentos anexados à proposição.

No primeiro turno, o crédito foi aprovado com 23 votos favoráveis e 10 contrários.

Informações da Câmara Municipal de Curitiba