Com 81% das obras concluídas, Ponte da Integração deve ficar pronta no 3º trimestre

A construção da Ponte da Integração Brasil – Paraguai, que vai ligar Foz do Iguaçu a Presidente Franco (PY), já atingiu 81% de execução. A obra deve ficar pronta no 3º trimestre. As informações são do consórcio Ponte Foz, responsável pela obra, que recebeu a visita do diretor-geral brasileiro da Itaipu, almirante Anatalicio Risden Junior, na manhã desta segunda-feira (7). A obra é uma iniciativa do governo federal, com recursos da margem brasileira da Itaipu (R$ 323,7 milhões) e gestão do governo estadual.

Esta foi a primeira visita de Risden ao canteiro como diretor-geral brasileiro da binacional. Também integraram a comitiva o diretor de Coordenação, general Luiz Felipe Carbonell, assessores e outros profissionais da Itaipu. Eles foram recebidos pelo engenheiro Osman Bove, gerente de contrato do consórcio Ponte Foz, formado pelas empresas Construbase, Cidade e Paulitec, que falou sobre o andamento da obra.

“A gente procura sempre estar presente, para cobrar os prazos e garantir que esteja coerente com o que nós planejamos”, afirmou o almirante Risden. Ele foi informado sobre os primeiros desafios, como as questões alfandegárias e de movimentação de equipamentos, que atrasaram o início das obras no lado paraguaio. “Depois de resolvidas essas questões iniciais, nós conseguimos dar sequência e os prazos que eles estão colocando para 3º trimestre são extremamente factíveis”, concluiu.

A nova ponte internacional terá 760 metros de comprimento e um vão-livre de 470 metros – o maior da América do Sul. Serão duas pistas simples com 3,6 metros de largura, acostamento de 3 metros e calçada de 1,7 metro nas laterais. Até agora já foram investidos na obra, pela Itaipu, aproximadamente R$ 184 milhões.

De acordo com Osman Bose, o trabalho está seguindo em boa velocidade, com a colocação da 10ª aduela do lado brasileiro, e a 7ª do lado paraguaio – no total, são 18 aduelas de cada lado, além de uma aduela de fechamento, unindo os dois lados.

Pacote de obras

A Ponte da Integração Brasil-Paraguai faz parte de um pacote de investimentos da margem brasileira da Itaipu na região Oeste do Paraná, que soma mais de R$ 2,6 bilhões. São R$ 1 bilhão nas obras de modernização do sistema de Corrente Contínua de Alta Tensão de Furnas e R$ 1,6 bilhão em infraestrutura, como a Perimetral Leste; a duplicação do Contorno Oeste de Cascavel e de um trecho da BR-277; e a modernização e ampliação da pista do Aeroporto Internacional das Cataratas, entre outras. Esses investimentos permitiram a criação de mais de 2.500 postos de trabalho.