Campanha do Instituto Solange Massa combate violência infantil

A campanha conta com o apoio do Grupo Massa

No Dia de Combate à Violência Infantil, nesta quinta-feira (18), o Instituto Solange Massa anuncia o lançamento da campanha “Não Feche os Olhos, Denuncie”, com o objetivo de gerar conscientização e incentivar a denúncia de casos de violência contra crianças.

instituto-solange-massa-campanha

A campanha conta com o apoio do Grupo Massa, buscando assim alcançar um grande número de pessoas, divulgando os diferentes tipos de violência infantil e as maneiras de identificar os sinais de abuso.

A violência infantil será a principal bandeira do Instituto Solange Massa em 2023, e o desafio central é conscientizar as pessoas sobre a importância da denúncia, uma vez que mais da metade dos casos não são reportados.

Campanha contra violência infantil

Ao longo de todo o ano, a campanha será conduzida por meio de peças publicitárias, envolvimento ativo do elenco da Rede Massa e Massa FM, conteúdos com dicas de psicólogos e médicos sobre como identificar casos de agressão, violência sexual e negligência, material didático para profissionais da educação e saúde, ações lúdicas com crianças, podcasts e parcerias com órgãos de segurança.

Para dona Solange Massa, presidente do Instituto, a campanha é de extrema importância e conta também com o apoio da população.

“A violência contra crianças é um problema grave e urgente. É fundamental que toda a sociedade esteja consciente dos diferentes tipos de violência infantil e saiba como identificar os sinais de abuso. É nossa responsabilidade coletiva proteger as crianças e garantir que elas cresçam em um ambiente seguro e saudável. Juntos, podemos fazer a diferença e oferecer um futuro melhor para as nossas crianças.”

Dados sobre violência infantil

O Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba, mostra que os dados registrados são alarmantes, e revelam que a violência sexual é o tipo predominante, totalizando 375 casos. Ainda segundo informações do hospital, a maioria dos episódios de maus-tratos ocorre dentro do ambiente familiar das crianças.

Em 2022, observou-se que 63% das crianças atendidas no hospital tinham até 6 anos e, entre as vítimas de violência sexual, 69% estavam nessa faixa etária, sendo a maioria do sexo feminino (79%). Em mais de 90% dos casos, o agressor é alguém do círculo familiar da criança, sendo que em 80% das situações, o pai é apontado como o principal suspeito.

A negligência dos pais também entra como um fator determinante. O Hospital Pequeno Príncipe registrou 130 casos de violação aos direitos básicos do público infantojuvenil no ano passado. Em situações extremas, quando há evidência de risco de vida para a criança ou adolescente, o último recurso é o encaminhamento para abrigamento.

Por isso, é de extrema importância fazer a denúncia, que pode ser feita anonimamente, sendo muitas vezes a única chance de salvar crianças e adolescentes. De qualquer lugar do Brasil, é possível ligar para o Disque 100 e relatar qualquer suspeita. A ligação é gratuita.

Instituto Solange Massa

O Instituto Solange Massa reforça a atuação no ano de 2023 apoiando projetos do Grupo Massa e realizando projetos próprios na área de governança, social e ambiental. Em 2023 o Instituto vai focar o trabalho nas áreas de saúde, inclusão e educação, tudo aliado à comunicação, que está na veia do Grupo Massa.

Leia também:

Entre no grupo do Massa News
e receba as principais noticias
direto no seu WhatsApp!
ENTRAR NO GRUPO
Compartilhe essa matéria nas redes sociais
Ative as notificações e fique por dentro das notícias
Ativar notificações
Dá o play Assista aos principais vídeos de hoje
Colunistas A opinião em forma de notícia
Alisha
Alorino
Antônio Carlos
Bianca Granado
Camila Santos
Edvaldo Corrêa
Elaine Damasceno
Fabiano Tavares
Gabriel Pianaro
Giselle Suardi
Guilherme C Carneiro
Mateus Afonso
Mauro Mueller
Oseias Gomes
Papai em Dobro
Tais Targa