Londrina bloqueia 61 cartões-transporte como medida para conter o coronavírus

Até o momento, 61 cartões de usuários do transporte coletivo infectados pelo coronavírus ou com termo de isolamento vigente por suspeita de contaminação foram inativados em Londrina. A medida que estabelece esse procedimento de segurança sanitária está em vigor desde 28 de abril.

Do total de cartões bloqueados, 42 foram reativados após o término do período de restrição previsto pela Secretaria Municipal de Saúde. Outros 19 dispositivos seguem suspensos e seus titulares permanecem impedidos de acessar os ônibus.

A proibição é válida por dez dias, contados a partir do início dos sintomas ou da data de coleta do exame RT-PCR nas unidades de atendimento espalhadas pela cidade. Após o período, a medida é revertida automaticamente, sem que o usuário precise recorrer à Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) ou aos pontos de venda de créditos.

O objetivo da ação é evitar a circulação de pessoas que entraram em contato com o vírus, sobretudo no intervalo em que elas deveriam ficar em casa para conter a transmissão da doença.

Informações da Prefeitura de Londrina