Médico é detido suspeito de assediar paciente dentro de UPA

A Polícia Militar deteve um médico suspeito de assediar uma paciente dentro da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Londrina, no Norte do Paraná. O crime teria sido cometido durante uma consulta na UPA do Jardim do Sol na manhã desta terça-feira (12).

De acordo com a jovem, de 23 anos, o médico teria pedido para que ela tirasse a calcinha durante a aplicação de uma injeção. A moça procurava atendimento, por causa de dores na garganta. Testemunhas contam que a paciente saiu correndo da sala assustada e acionou a polícia.

Os agentes foram até o local e encaminharam o médico até a Central de Flagrantes da Polícia Civil. Ele foi autuado por violência psicológica. O profissional prestou depoimento ao delegado e, por enquanto, não vai responder por assédio.

A jovem é moradora do Mato Grosso e está em Londrina em busca de tratamento de saúde. Na delegacia, ela ainda afirmou ter sofrido outro assédio enquanto se deslocada para a UPA de ônibus. A vítima contou que um homem teria passado a mão nela, enquanto ela dormia. A jovem também ficou bastante assustada com a situação.

Em nota

A Prefeitura de Londrina e a Secretaria Municipal de Saúde, disseram que repudiam qualquer tipo de conduta como esta e se colocam à disposição das autoridades para auxiliar no caso.

Informações do Portal Tem Londrina.