PCPR prende suspeitos de estelionato e recupera aproximadamente R$ 35 mil do golpe do bilhete premiado

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu dois suspeitos de estelionato e apreendeu um veículo, na quarta-feira (23), em Maringá, região Noroeste do Estado. Os indivíduos teriam aplicado o golpe do bilhete premiado.

Na quinta-feira (24), a Polícia Civil do Rio Grande do Sul, com auxílio da PCPR, prendeu um suspeito com mandado de prisão em aberto.

Anteriormente outros suspeitos do crime também foram presos. No dia 24 de fevereiro a PCPR prendeu em flagrante três suspeitos de estelionato e recuperou aproximadamente R$ 35 mil de uma vítima que caiu no golpe do Bilhete Premiado, em Guarapuava, na região Sul do Estado.

O golpe teria sido feito na mesma data. Na ocasião os golpistas subtraíram R$ 47 mil de uma vítima, entretanto, a PCPR conseguiu bloquear e recuperar R$ 35 mil que foram enviados para uma casa de câmbio em Campinas/SP.

Durante essa ação foram apreendidos ainda um veículo, máquinas de cartões, celulares, dinheiro e objetos pessoais. Outros dois estelionatários conseguiram fugir durante a abordagem policial.

GOLPE – O golpe do bilhete premiado acontece quando uma vítima é abordada em via pública, o estelionatário se passa por uma pessoa humilde e fala que possui um bilhete premiado. Em seguida outros golpistas aparecem e simulam uma ligação para o gerente de um banco que confirma o suposto bilhete como verdadeiro.

Após isso, os golpistas convencem a vítima a transferir valores, entregar cartões e outros itens financeiros para o falso vencedor como garantia para o recebimento do prêmio. A vítima, nesses casos, acredita que irá ficar com parte do prêmio.

A PCPR orienta que as pessoas que estejam atentas a esse tipo de abordagem e também a vantagens fáceis e ofertas irreais feitas por desconhecidos.

Informações da PCPR