Rapaz envolvido com as drogas é morto a tiros e pai desabafa: “Eu já esperava”

Informações de testemunhas dão conta de que o suspeito estaria vestindo um moletom cinza, mas ninguém foi preso

O envolvimento com o mundo das drogas pode estar por trás da morte de um rapaz, de 33 anos, que foi executado a tiros a 100 metros de casa, na noite deste sábado (6), em Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba. Após o crime, o pai da vítima fez um relato que apontar a motivação.

Segundo a Polícia Militar (PM), a vítima estava sentada embaixo de árvores na Avenida Augusto Staben, no Jardim Paulista, quando o criminoso chegou de moto e abriu fogo. Piter de Freitas foi atingido por cinco disparos e morreu antes de receber atendimento médico.

Conforme o pai, o rapaz entrou no mundo das drogas e ninguém conseguiu tirar. “Eu já esperava isso, sabe? Eu sempre falei com ele. Não tinha juízo, só ficava nessa vida. Não quis ouvir a família, tentei de todo jeito. Quem entra nesse mundo, o que é? Cadeia ou caixão. Cadeia ele foi, mas olha aí”, desabafou.

Informações de testemunhas dão conta de que o suspeito estaria vestindo um moletom cinza, mas ninguém foi preso. O corpo de Piter Freitas foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba.

(Foto: Arquivo pessoal)