Diáspora ucraniana chega a Glasgow em busca de vaga na Copa do Mundo

Cobertos por camisas e bandeiras azuis e amarelas, ucranianos de todo o planeta chegaram à cidade de Glasgow para apoiar a seleção do país na partida contra a Escócia pelas eliminatórias para a Copa do Mundo nesta quarta-feira.

Embora à primeira vista as reuniões em pubs e bares pareçam iguais às de outras partidas internacionais, o clima traz lembranças inevitáveis e constantes da invasão russa à Ucrânia. 

“Você tem que entender uma coisa, por mais que estejamos vivendo grandes emoções, nada se compara ao que o povo na Ucrânia está passando, estamos aqui por eles”, disse Vitaly Mitninsky, que veio de Nova York, onde vive, para ver o jogo. 

A partida estava marcada originalmente para o mês de março, mas foi adiada após a invasão russa, que Moscou chama de “operação especial”. 

O vencedor da partida em Hampden Park vai enfrentar a seleção do País de Gales na partida classificatória final em Cardiff no próximo domingo, valendo vaga para o Mundial do Catar em novembro. 

Os organizadores esperavam muitos torcedores ucranianos que vivem no Reino Unido, mas, nos bares no centro da cidade ficou claro que muitos deles vieram de bem mais longe. 

Torcedores ucranianos da Austrália, Estados Unidos, Alemanha e Israel estavam entre os que bebiam antes do jogo trocando apertos de mão  –e bebidas– com os amistosos e receptivos torcedores da Escócia.