Curitibana, primeira mulher comandante de uma linha aérea no Brasil completa 30 anos de carreira

A primeira mulher comandante de uma linha área no Brasil completou 30 anos de carreira em 2022. Natural de Curitiba, Claudine Melnik fez aulas teóricas de voo em um aeroclube da capital e aulas práticas em Juiz de Fora (MG).

A paixão pela aviação começou quando criança, vendo seu primo aviador da Força Aérea Brasileira (FAB). Mais tarde, ela começou as aulas, e em 1992, aos 23 anos, Claudine iniciou a carreira como comissária de bordo na LATAM Brasil.

Foto: Arquivo pessoal

Como a curitibana já tinha as carteiras necessárias para ser pilota, logo em 1994 tornou-se copilota de aeronaves Caravan C208. E em 1995, tornou-se a primeira mulher comandante de uma linha aérea no Brasil, pilotando aeronaves do mesmo modelo.

Claudine ainda fez parte da primeira turma de copilotos que voariam do Brasil ao exterior, quando a companhia aéra adquiriu a primeira aeronave para voos de longo curso. O primeiro voo internacional da pilota foi para Miami, nos Estados Unidos.

Como mulher e mãe de dois filhos, Claudine comenta que sua profissão “exige uma grande doação pessoal”, mas reforça que isso acontece “tanto para os homens como para as mulheres”. Também acredita que “talvez a aviação seja um pouco mais difícil para as mulheres por conta da própria autocobrança feminina” destaca que “como mãe, pratica o eterno exercício da culpa de não estar presente em momentos significativos e insubstituíveis, sempre torcendo para que tudo caminhe bem enquanto está a milhas longe de casa”. Ao final, reflete: “esse ano completo 30 anos de casa e acredito que tudo está na ordem que deveria estar”.

Atualmente, Claudine é comandante de aeronaves Boeing 787 e 777, que na LATAM Brasil são utilizadas para operar as rotas internacionais do Brasil para América do Norte, Europa e África.