Em seis dias, mais de 130 estabelecimentos foram fiscalizados para evitar aglomerações

Nos seis primeiros dias de junho, as equipes que atuam na prevenção da propagação da covid-19 em Curitiba percorreram bairros para verificar o cumprimento do toque de recolher, do uso obrigatório e correto de máscara e de outras medidas, estabelecidas no Decreto Municipal 940/2021.

De terça-feira (1) a domingo (6), a Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu) vistoriou 134 espaços, encerrou uma festa clandestina, interditou 23 estabelecimentos e lavrou 77 autos de infração.

As infrações, que somam R$ 495 mil em multas, foram para empresas e pessoas físicas flagradas descumprindo os protocolos necessários ao enfrentamento da covid-19.

Curitiba segue sobre as regras da bandeira vermelha, de risco alto para a pandemia.

Bebidas e festa clandestina

Entre as fiscalizações realizadas na terça-feira (1) e quarta-feira (2), foram interditadas e multadas, em R$ 5 mil cada, distribuidoras de bebidas no Batel e no Sítio Cercado e um bar no Santa Cândida.

Na quinta-feira (3) as equipes encerraram atividades em três distribuidoras de bebidas nos bairros Pilarzinho, Boqueirão e CIC, todas multadas em R$ 5 mil. No bairro CIC interditaram e multaram uma lanchonete (R$ 5 mil) e acabaram com uma festa clandestina. O responsável pelo evento recebeu multa de R$ 50 mil e cada um dos 29 participantes foi autuado em R$ 5 mil por participar de reunião com aglomeração.

Já na sexta-feira (4) os locais interditados e multados foram uma loja de veículos no bairro Fanny (R$ 10 mil), uma loja de departamentos no Água Verde (R$ 10 mil), uma loja de armarinho no Água Verde (R$ 5 mil), uma papelaria no Portão (R$ 5 mil) e um templo religioso no Centro que estava com ocupação superior a 15% da capacidade (R$ 5 mil).

Aglomeração

Também foram paralisados e autuados um bar no Parolin (R$ 10 mil), uma sauna/bar no Uberaba (R$ 20 mil) e uma lanchonete, também no Uberaba (R$ 10 mil). No Umbará as equipes flagraram um bar com aglomeração de pessoas. O estabelecimento foi multado em R$ 30 mil e os 25 participantes em R$5 mil cada.

No sábado (5) os fiscais paralisaram atividades e multaram uma distribuidora de bebidas no Santa Cândida (R$ 5 mil), um bar no Hauer (R$ 10 mil), um comércio de móveis e eletrodomésticos no Centro (R$ 10 mil) e um comércio de artigos para festas e embalagens no Boqueirão (R$5 mil).

Domingo (6) foram paralisadas e multadas duas distribuidoras de bebidas nos bairros Boa Vista e Cajuru, ambas no valor de R$ 5 mil. Além disso, guardas municipais dispersaram cerca de 300 pessoas que estavam na Praça do Semeador, bairro Sítio Cercado.

Fiscalização da Guarda Municipal

Na última semana, foram aplicados 12 autos de infração em ações isoladas da Guarda Municipal (fora das Aifus), em atendimento a pedidos da população feitos pelo telefone de emergência 153. Essas multas totalizaram R$ 30,9 mil em ocorrências atendidas nas regionais Boqueirão, Bairro Novo, Tatuquara e Portão.

Desde o início da vigência da lei 15.799/2021, a Guarda Municipal registrou 397 autuações, no valor de R$ 1,34 milhão, das quais 70 autuações no valor de R$ 409,8 mil para pessoas jurídicas e 327 autuações no valor de R$ 931,2 mil para pessoas físicas.

Informações da Prefeitura de Curitiba