Google suspende vendas de anúncios na Rússia por causa do aumento de censura

Por Paresh Dave

BENGALURU, Índia (Reuters) – O Google parou de vender publicidade online na Rússia, uma decisão que abrange buscas, YouTube e parceiros de publicação externos.

“À luz das circunstâncias extraordinárias, estamos pausando os anúncios do Google na Rússia”, disse a empresa em comunicado. “A situação está evoluindo rapidamente e continuaremos compartilhando atualizações quando apropriado.”

Anteriormente, o Google havia proibido a mídia estatal russa de comprar ou vender anúncios por meio de sua tecnologia. Também invocou sua política de eventos sensíveis, que proíbe o marketing que busca tirar proveito da guerra, com exceção de protestos ou anúncios antiguerra.

Na quinta-feira, o regulador de comunicações da Rússia, Roskomnadzor, disse ao Google para parar de exibir anúncios no YouTube com “informações políticas falsas” sobre a Ucrânia que visavam “desinformar o público russo” sobre os eventos atuais, informou o Wall Street Journal.

O banco de dados de negócios Spark mostrou no ano passado que o faturamento do Google na Rússia em 2020 foi de 85,5 bilhões de rublos (790 milhões de dólares).