Policial penal que matou guarda chega ao Complexo Médico Penal em Pinhais

O policial penal Jorge Guaranho, acusado de matar o guarda municipal Marcelo Arruda durante a festa de aniversário da vítima, em Foz do Iguaçu, já está no Complexo Médico Penal de Pinhais. Ele chegou ao presídio pouco antes das 3 horas da madrugada deste sábado (13), segundo a Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Sesp), após a Justiça revogar a a prisão domiciliar do réu.

Guaranho deixou Foz do Iguaçu no final da tarde de sexta-feira (12). Ele foi transportado em ambulância e escoltado por policiais do Setor de Operações Especiais (SOE), do Departamento de Polícia Penal.

O policial penal estava internado desde o dia do crime (9 de julho). Após balear Marcelo Arruda, o guarda municipal revidou e atingiu Guaranho. Na última quarta-feira (10), o réu recebeu alta e foi para casa após o Poder Judiciário autorizar a prisão domiciliar. No fim da tarde desta sexta (12), no entanto, a decisão foi revogada.

Leia mais: